Comissão Económica e Social para a Ásia

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular - A Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (ESCAP / CESAP)

  1. Introdução a Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (ESCAP / CESAP)
  2. Objetivos da Comissão Económica
  3. Programas da ESCAP
  4. Crescimento económico na Ásia e no Pacífico
  5. Comité de comércio exterior e investimentos da CESAP
  6. Acordos comerciais regionais na Ásia
  7. Regionalismo na Ásia
  8. Indicadores do comércio exterior
  9. Facilitação do comércio na região Ásia -Pacífico
  10. Anuário estatístico da Ásia e do Pacífico.

Os objetivos da unidade curricular "A Comissão Económica e Social das Nações Unidas para a Ásia e o Pacífico (CESPAP) " são os seguintes:

  1. Entender os objetivos (integração regional, desenvolvimento asiático...) da Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (CESPAP)
  2. Analisar o papel da Comissão de Comércio Exterior e Investimento
  3. Conhecer a importância dos acordos comerciais regionais na Ásia (conceito de regionalismo asiático)
  4. Analisar os indicadores de comércio asiático
  5. Compreender os programas de facilitação do comércio exterior da CESPAP na região da Ásia e o Pacífico
A unidade curricular "Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (ESCAP)" estuda-se:
  1. Mestrados profissionais à distancia (EaD): Negócios Internacionais, Ásia
  2. Doutoramento (Doutorado) Negócios na Ásia
  3. Pós-Graduação em Instituições Multilaterais

Idioma de estudo: Pt ou Es ESCAP En ESCAP Fr ESCAP.

  1. Créditos da unidade curricular "Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (CESAP) ": 1 ECTS
  2. Duração estimada: 1 semana

Exemplo da unidade curricular - Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (CESAP)
Regionalismo Ásia

Descrição da unidade curricular - A Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (CESAP):

O braço regional da Secretaria das Nações Unidas para a região da Ásia e o Pacífico é a Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico.

A Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (CESAP) estão no edifício das Nações Unidas em Banguecoque (Tailândia).

A Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico tratam de superar alguns dos maiores reptos da região. Leva a cabo o trabalho em três áreas temáticas principais:

  1. A redução da pobreza
  2. O gerenciamento da globalização
  3. Os problemas sociais emergentes

A Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico encarrega-se das questões económicas e sociais da região, a qual cobre cinquenta e um estados membros, e nove estados membros associados, que representam quase o 60 % da população mundial. O crescimento da região foi de 8,8% e teve 19 milhões de novos pobres.

As altas taxas de crescimento económico registadas metodicamente na maioria dos países em desenvolvimento da região da Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico durante os dois decénios últimos contrastam espetacularmente com os lentos progressos realizados em matéria de desenvolvimento social.

Nos últimos anos a região da Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (CESAP) conheceu um rápido aumento no número de acordos comerciais preferenciais, tanto a nível bilateral como regional. Este fenómeno mudou o meio estratégico das relações comerciais na região e o aumento da complexidade dos mercados regionais.

O Comité sobre o comércio exterior e o investimento aborda os mecanismos regionais e acordos de cooperação em comércio, o investimento e finanças, incluindo o tratado de livre comércio da Ásia-Pacífico

A Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico calcula que reduzindo um 10% os custos de exportação ao interior da fronteira e na mesma fronteira, o comércio exterior da região da Ásia e o Pacífico poderia aumentar até 286.000 milhões de dólares.

Os dados do Banco Mundial e da Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico e revelam que a região da Ásia e o Pacífico avançou muito na redução dos custos e o tempo ao interior das fronteiras, mas o panorama varia substancialmente segundo os países.

Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico

Estados membros da Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (CESAP).

1. Afeganistão
2. Arménia
3. Austrália
4. Azerbaijão
5. Bangladeche
6. Butão
7. Brunei Darussalã
8. Camboja
9. China
10. Fiji
11. França
12. Geórgia
13. Índia
14. Indonésia
15. Irão (República Islâmica do)
16. Japão
17. Cazaquistão
18. Kiribati
19. Coreia (República Democrática Popular da)
20. Coreia (República da)
21. Quirguistão
22. Democrática Popular do Laos
23. Malásia
24. Maldivas
25. Ilhas Marshall
26. Micronésia (Estados Federados da).

27. Mongólia
28. Mianmar
29. Nauru
30. Nepal
31. Países Baixos
32. Nova Zelândia
33. Paquistão
34. Palau
35. Papua-Nova Guiné
36. As Filipinas
37. Federação Russa
38. Samoa
39. Singapura
40. Ilhas Salomão
41. Sri Lanka
42. Tajiquistão
43. Tailândia
44. Timor-Leste
45. Tonga
46. Turquia
47. Turcomenistão
48. Tuvalu
49. Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do norte
50. Os Estados Unidos
51. Uzbequistão
52. Vanuatu
53. Vietname

Os membros associados: Samoa Americana, as Ilhas Cook, a Polinésia Francesa, Guam, Hong Kong, Macau, Nova Caledónia, Niuê, as Ilhas Marianas do norte

Fazendo negócios com a Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico

Na Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico as funções de compra foram encarregadas à Unidade de Compra e Transporte (âmbito da Secção de serviços Gerais da Divisão de Administração). As compras realizam-se localmente em quase um 90% dos fornecimentos e os serviços provem de vendedores da região.

Os acordos comerciais (ESCAP)
ESCAP Acordos comerciais

União de Compensação Asiática


EENI Escola de Negócios