Espaço Económico Islâmico (Doutoramento)

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

O Espaço Económico Islâmico. Doutoramento em Negócios nos Países Muçulmanos (à distância)

Doutoramento profissional em Negócios Internacionais especialização nos Países Muçulmanos à distância

O Espaço Económico Islâmico

  1. O grau de interligação económica entre os países do Espaço Económico Islâmico é muito pequeno, excetuando os países muçulmanos que pertencem a algum bloco de integração como o Conselho de Cooperação do Golfo
  2. A principal instituição é a Organização para a Cooperação Islâmica (OCI).
    1. O Sistema de comércio preferencial entre os Estados-membros da Organização para a Cooperação Islâmica
  3. Todos os países árabes pertencem a Liga Árabe
  4. De modo geral, as relações económicas dos países muçulmanos com as outras civilizações estão muito pouco desenvolvidas
  5. A banca islâmica e as finanças islâmicas (conformes com a Charia) são cada vez mais importantes nos países islâmicos

Doutoramento Mercados islâmicos

O Espaço Económico Islâmico representa uma população de 1.600 milhões de muçulmanos (23% da humanidade, 200 milhões no ano 1900)

  1. Estima-se que entre um 75 e um 90% dos muçulmanos são sunitas e o resto xiitas
  2. A Ásia representa 62% da população mundial muçulmana e 25% da população asiática (1.100 milhões de muçulmanos).
    1. Na ASEAN o Islão representa 42% da população (241 milhões de muçulmanos)
    2. Todos os países da Ásia Central têm maiorias muçulmanas.
      1. O Irão é um país muçulmano centro-asiático com maiorias xiitas
    3. Os quatro países com maiores populações muçulmanas são a Indonésia, o Paquistão, a Índia e o Bangladesh
    4. Na Índia vivem 172 milhões muçulmanos
  3. O Médio Oriente: só o 15% da população mundial muçulmana é árabe
    1. A Arábia Saudita é a principal economia regional e, além disso, um dos «líderes espirituais» do Islão sunita. Tanto a sede do Banco Islâmico de Desenvolvimento como da Organização para a Cooperação Islâmica estão em Jidá
  4. A África. Estima-se que 422 milhões de africanos (40% da população africana) são muçulmanos (a maioria sunita)
    1. Os países africanos com uma população muçulmana superior ao 90%: a Argélia, a Gâmbia, a Guiné, a Líbia, o Mali, o Marrocos, a Mauritânia, o Níger, Saara Ocidental, o Senegal, a Somália, a Tunísia, o Jibuti.
    2. Os países africanos com uma população muçulmana entre 50% e 90%: o Burquina Faso, o Chade, o Egito, Eritreia, a Guiné-Bissau, a Serra Leoa, o Sudão
    3. A Nigéria, a maior economia africana, tem aproximadamente um 50% da população muçulmana
  5. Estima-se que cerca de 300 milhões de muçulmanos vivem nos países em onde o Islão não é a religião majoritária: a China, a Índia, a Rússia. Neste doutoramento só se inclui à Índia (a terceira população muçulmana do mundo)
  6. A Europa. O Islão é a segunda religião na Europa, estima-se que 44 milhões de muçulmanos vivem na Europa (6% da população europeia).
    1. Os países europeus membros da OCI: a Albânia e a Turquia
  7. A América. A Guiana pertence à OCI

Alhaji Dangote Homem mais rico da África

Uns 290 milhões de pessoas falam o árabe, a língua de referência da Umma (comunidade islâmica), é a quinta língua do mundo.

  1. O árabe é oficial na Arábia, na Argélia, no Barém, no Qatar, no Egito, nos Emirados Árabes, no Iraque, na Jordânia, no Kuwait, no Líbano, na Líbia, no Marrocos, na Mauritânia, no Omã, na Palestina, na Síria, no Sudão, no Iémen, na Tunísia
  2. O árabe é, além disso, co-oficial no Chade, nas Comores, no Saara Ocidental, na Somália e no Jibuti.

Direitos Humanos no Islão

Tese do Doutoramento em Negócios nos Países Muçulmanos

Inglês Doctorat Muslim Countries Espanhol Doctorado Musulmanes Inglês Doctorat Islam.

Universidade U-EENICatalunña es España