Fazendo negócios na Croácia

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular: o comércio exterior e os negócios na Croácia - Zagreb. A economia croata.

  1. Introdução à República da Croácia (União Europeia)
  2. A economia croata
  3. O comércio exterior da Croácia
  4. Fazendo negócios em Zagreb
  5. Estudo de casos
    1. O Grupo Agrokor
    2. Duro Dakovic Holding
  6. Os acordos de comércio livre (ACL) da Croácia
  7. A entrada na União Europeia (UE)
  8. O acesso ao mercado croata
  9. Plano de negócios para Croácia

Os objetivos da unidade curricular «Comércio exterior e fazendo negócios na Croácia» são os seguintes:

  1. Analisar a economia e o comércio exterior croata
  2. Avaliar as oportunidades de negócio na Croácia
  3. Analisar as relações comerciais da Croácia com o país do estudante
  4. Conhecer os acordos de comércio livre da Croácia
  5. Desenvolver um plano de negócios para o mercado croata
  6. Analisar o perfil das empresas croatas
A unidade curricular «Fazendo negócios na Croácia» estuda-se:
  1. Doutoramento: Europa
  2. Mestrados à distância: Europa, Negócios Internacionais

Língua: Português + Inglês Croatia Espanhol Croacia Francês Croatie.

  1. Créditos da unidade curricular «Comércio exterior e fazendo negócios na Croácia»: 1 ECTS
  2. Duração: uma semana

Exemplo da unidade (Fazendo negócios na Croácia):
Croácia negócios

Descrição da unidade curricular (Comércio exterior e negócios na Croácia).

A República da Croácia (Europa)

  1. As fronteiras croatas: a Eslovénia, a Hungria, a Sérvia, a Bósnia e Herzegovina e o Montenegro.
  2. A língua oficial: o croata
  3. A capital da Croácia: Zagreb
  4. A população croata: 4,3 milhões de pessoas
  5. A moeda croata: Kuna (HRK)
  6. A religião principal da Croácia é o cristianismo - Católico Romano (87,83% dos croatas, 3,6 milhões)
  7. A Croácia pertence ao Espaço Económico europeu da civilização ocidental

A economia croata.

  1. As principais atividades económicas croatas são a agricultura, o processamento de alimentos, os têxteis, a indústria da madeira, a indústria metalúrgica, a indústria química, a indústria petroleira, a elétrica, a construção, o comércio, a construção naval, a engenharia naval e o turismo
  2. A Croácia está incluída no grupo dos países com economias pequenas e abertas
  3. O produto interno bruto per capita da Croácia foi de 15.632 dólares (Escritório Central de Estatística)
  4. Um dos objetivos principais da política económica da República da Croácia é a captação dos investimentos estrangeiros indispensáveis para o futuro desenvolvimento da Croácia e a reestruturação e a modernização da sua economia

O Grupo Agrokor é a companhia privada maior da Croácia e uma das principais empresas regionais, emprega a mais de 33.000 pessoas. O Grupo Agrokor dedica-se à produção e distribuição internacional de alimentos e bebidas.

Zagreb é um importante centro do comércio exterior e de negócios, localizado estrategicamente entre a Europa Central e a Oriental.

  1. A população Zagreb é de 788.850 (18% da população da Croácia)
  2. Zagreb atrai a mais de 75% do total do investimento direto estrangeiro (IDE) na Croácia
  3. 424.263 pessoas empregadas, 28% do emprego total na Croácia
  4. Em Zagreb há 41.384 pessoas desempregadas
  5. 38% das exportações totais da Croácia
  6. 30.000 empresas, um 33% do total da Croácia, operam na cidade de Zagreb

O comércio exterior da Croácia.

  1. O comércio exterior croata com a UE é muito desenvolvido
  2. A União Europeia é o principal parceiro comercial da República da Croácia (67% do volume total do comércio exterior) e o seu maior investidor estrangeiro (99% do investimento total estrangeiro direto na Croácia)
  3. As exportações croatas para à União Europeia (UE): 4,9 milhões de euros (14% do PIB)
  4. As importações procedentes da União Europeia (UE): 13,2 milhões de euros (38% do PIB)

Desde a sua incorporação à Organização Mundial do Comércio (OMC) e a recente entrada na União Europeia (UE), a Croácia adotou muitas medidas económicas concretas, tais como as mudanças e as melhorias na legislação, as emendas aos procedimentos existentes para adequar às leis e os regulamentos comunitários bem como a facilitação da atividade económica.

As instituições económicas regionais e os acordos de comércio livre (ACL) da Croácia:

Em julho de 2013, a República da Croácia converteu-se no 28º estado membro da União Europeia (UE).

  1. A Iniciativa de Europa Central (CEI)
  2. O Banco Interamericano de Desenvolvimento
  3. A Comissão económica para Europa (UNECE)
  4. O Banco Europeu de Investimento (BEI)
  5. O Conselho de Cooperação Regional
  6. A Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE)
  7. A Iniciativa Adriático-Jónica

A Croácia é membro das Nações Unidas (NU), do Conselho de Europa, da Organização Mundial do Comércio (OMC), da OTAN...

A Croácia foi membro do Acordo Centro-Europeu de Livre Comércio (CEFTA).

Iniciativa da Europa Central (CEI)

Universidade U-EENICatalunña es España