Escola de Negócios EENI Business School

Acordo de Livre-Comércio Colômbia-Chile


Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC): o Acordo de Livre-Comércio (ALC) Chile-Colômbia

  1. Introdução ao Acordo de Livre-Comércio Colômbia-Chile
  2. Os benefícios do acordo
  3. A certificação de origem
  4. O comércio exterior (exportações, importações) Chile-Colômbia
  5. Os fluxos de investimento entre o Chile e a Colômbia
A UC «O Acordo de Livre-Comércio (ALC) Colômbia-Chile» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):
  1. Mestrados: Negócios na América, Negócios Internacionais, Comércio Exterior
  2. Doutoramentos (Doutorados): Negócios Americanos, Comércio Mundial
  3. Cursos: Negócios nos Países andinos, América do Sul

Estudante doutoramento / mestrado, negócios internacionais, comércio exterior

Línguas: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramentos) em Português, comércio exterior + Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol Colombia-Chile Estudar em Inglês online, curso mestrado doutoramento, comércio exterior, negócios internacionais Colombia-Chile Estudar mestrado negócios internacionais e comércio exterior em Francês Colombie.

Descrição - O Acordo de Livre-Comércio (ALC) Colômbia-Chile:

O Acordo de Livre-Comércio Chile-Colômbia, que constitui um protocolo adicional ao Acordo de Complementação Económica 24, entrou em vigor em maio de 2009.

A Colômbia e o Chile têm subscrito os seguintes acordos:

  1. O Acordo de Complementação Económica 24
  2. O Acordo de Livre-Comércio
  3. O Acordo para a Promoção e Proteção Recíproca dos Investimentos

As normas que regem o Acordo de Livre-Comércio Colômbia-Chile são: origem das mercadorias, as salvaguardas, as práticas comerciais, o tratamento em matéria de tributação interna, as compras governamentais, a promoção comercial, o investimento estrangeiro direto (IED), a coordenação de políticas comerciais, o transporte marítimo e aéreo, a solução de controvérsias e a administração do acordo através da Comissão Administradora.

O atual Acordo entre o Chile com a Colômbia permite que 98% do total do comércio exterior se encontre livre de tarifas aduaneiras.

O Acordo de Livre-Comércio (ALC) Colômbia-Chile tem como objetivos centrais o estabelecimento de um Espaço Económico expandido entre os dois países, que permita a livre circulação de produtos, serviços e investimentos, além de pesquisar uma ação coordenada nos fóruns económicos internacionais.

O comércio exterior Chile-Colômbia

O Acordo de Livre-Comércio tem permitido uma maior dinâmica no comércio exterior refletido nas exportações colombianas para o Chile que passaram 117 milhões de dólares em 1994 a 907 milhões de dólares, o que gerou um crescimento de 675% no período e de 42% média anual.

As importações desde o Chile passaram de 113 milhões de dólares em 1994, a 688 milhões de dólares, o qual tem gerado um crescimento de 509% no período e de 32% da média anual.

  1. Acordos de Livre-Comércio da Colômbia: MERCOSUL (CAN), Comunidade Andina, União Europeia, Associação Latino-Americana de Integração, Associação dos Estados das Caraíbas, União de Nações Sul-Americanas...
  2. Acordos de Livre-Comércio (ALC) do Chile: MERCOSUL, ALADI, UNASUL, SELA, Comunidade Andina, Peru, Equador, México, América Central, Estados Unidos, Panamá, Canadá, China, Índia, Coreia do Sul, Japão, Austrália, União Europeia, Associação Europeia de Livre-Comércio (AELC), Turquia, APEC, Acordo Abrangente e Progressivo para a Parceria Transpacífica...


(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2021)
Não usamos cookies
Topo da página