Escola Negócios EENI Business School
Acordos de Livre-Comércio da China



Conteúdo programático da unidade curricular: as relações económicas internacionais e os acordos de livre-comércio (ALC) da China: o Chile, o Peru, a Costa Rica...

  1. A cooperação económica Ásia-Pacífico (APEC)
  2. O Acordo Comercial Ásia-Pacífico (APTA)
  3. A Organização para a Cooperação de Xangai (SCO)
  4. O Acordo de Parceria Económica Mais Estreita (China-Hong Kong)
  5. Os acordos de livre-comércio (ALC) da China
  6. A área de livre-comércio ASEAN-China. A ASEAN Mais Três
  7. Os acordos de livre-comércio com o Peru, o Chile, a Costa Rica, a Nova Zelândia, Singapura, o Paquistão
  8. O comércio exterior União Europeia-China
  9. África-China
  10. Zona Económica do Pan-Golfo de Beibu

Zona Económica do Pan-Golfo de Beibu (China, ASEAN)

A unidade curricular «Os Acordos de Livre-Comércio (ALC) da China» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):
  1. Mestrados: Negócios na Ásia, Negócios Internacionais, Comércio Exterior
  2. Doutoramentos (Doutorados): Comércio Mundial, Negócios Asiáticos
  3. Cursos: Negócios na China, Confucionismo, Taoismo e Negócios

Línguas de estudo: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramentos) em Português ou Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol China Estudar mestrado comércio exterior online em Inglês China (FTA) 已签协议的自贸区 Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Chine.

Estudante Mestrado e Doutoramento Online em negócios internacionais

Exemplo da unidade curricular - As relações económicas internacionais e os acordos da China

Fórum de Cooperação China-África. Comércio exterior Sino-Africano





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Descrição da unidade curricular - Os Acordos de Livre-Comércio da China:

O Governo chinês considera aos Acordos de Livre-Comércio como uma nova plataforma para uma maior abertura ao exterior e para a aceleração das reformas internas, um método eficaz para integrar-se na economia mundial e reforçar a cooperação económica com os outros países, bem como um complemento importante do sistema multilateral de comércio.

Acordos de Livre-Comércio (ALC) da China em vigor.

  1. China-Chile
  2. China-Peru
  3. China-Costa Rica
  4. China-ASEAN
  5. China-Paquistão
  6. China-Nova Zelândia
  7. China-Singapura
  8. O Acordo China continental e Hong Kong (Acordos de Parceria Económica mais Estreita)
  9. O Acordo China continental e Macau (Acordos de Parceria Económica mais Estreita)
  10. O Acordo com a União Económica Eurasiática (em negociações)

Corredor Económico Nanning (China)-Singapura, ASEAN Área de Livre-Comércio

Acordos regionais da China.

  1. Cooperação Económica Ásia-Pacífico (APEC)
  2. Acordo Abrangente e Progressivo para a Parceria Transpacífica de Associação Económica (AAPPT) - país candidato
  3. Organização para a Cooperação de Xangai (SCO)
  4. Acordo Comercial Ásia-Pacífico (APTA)

Acordos de Livre-Comércio (ALC) em processo de negociação.

  1. Os acordos da China com o Conselho de Cooperação do Golfo (CCG), a Austrália, Islândia, a Noruega, a União Aduaneira da África Austral.
  2. Os Acordos de Livre-Comércio em consideração: a Índia, a Coreia do Sul, o Japão, a Suíça
  3. Acordo União Europeia-China

Relações internacionais.

  1. Relações económicas China-Brasil
  2. Relações comerciais Brasil-BRICS (China)
  3. Comunidade Andina-China
  4. África-China
  5. União Europeia-China
  6. Sub-região do Grande Mekong
  7. Corredor Económico Almaty-Bisqueque
  8. Nova Rota da Seda (China-Europa)
  9. Corredor Económico Bangladeche-China-Índia-Mianmar
  10. Caminho de ferro Transiberiano (Rússia, Mongólia, China, Coreia do Norte)
  11. Acesso ao Corredor de Transporte Quirguistão-Tajiquistão-Afeganistão-Irão (KTAI -ECO)
  12. Acesso ao Corredor Económico Leste-Oeste (Mianmar-Tailândia-Laos-Vietname)

Instituições económicas regionais e os acordos da China.

  1. Fórum de Cooperação América Latina-Ásia do Leste (China)
  2. Fórum Boao para a Ásia
  3. Associação para a Cooperação Regional da Ásia do Sul (Observador)
  4. Diálogo Ásia (China)-Médio Oriente (AMED)
  5. Diálogo Ásia-Europa (ASEM)
  6. Banco Asiático de Desenvolvimento (BAsD)
  7. Comissão Económica e Social para a Ásia e o Pacífico (ESCAP)
  8. Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID)
  9. Diálogo de Cooperação da Ásia (ACD)
  10. Conselho de Cooperação Económica do Pacífico (PEEC)
  11. África-Países BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul)
  12. Associação Latino-Americana de Integração (ALADI) - país observador
  13. Comissão do Oceano Índico - país observador
  14. Comissão do Rio Mekong (interlocutor)
  15. Associação da Orla do Oceano Índico para a cooperação (IORA) - Parceiro de diálogo
  16. Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) - parceiro da OCDE

Facilitação do comércio exterior

  1. Organização Mundial do Comércio (OMC)
    1. Acordo Geral sobre o Comércio de Serviços (AGCS)
    2. Acordo de Facilitação do Comércio (AFC)
    3. Acordo de Aplicação de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias (MSF)
    4. Acordo de Inspeção Pré-embarque (PSI)
    5. Acordo de Barreiras Técnicas ao Comércio (OTC)
    6. Acordo de Salvaguardas (SG)
  2. Organização Mundial das Alfândegas (OMA)
    1. Convenção de Quioto Revisada (CQR)
  3. Oficina Internacional de Contentores e Transporte Intermodal (BIC)
  4. Organização da Aviação Civil Internacional (Convenção de Chicago, OACI)
  5. Organização Marítima Internacional (IMO)
    1. Convenção Internacional relativa à Seguridade dos contentores (CSC)
    2. Convenção relativa à Admissão Temporária (Convenção de Istambul)
  6. Convenção Aduaneira relativa aos Contentores (CCC, NU)
  7. União Internacional dos Transportes Rodoviários (IRU)
    1. Acondicionamento da Carga nos Transportes Rodoviários
    2. Convenção TIR
  8. Organização para Cooperação entre Ferrovias (OSJD)
  9. Câmara Internacional de Navegação (ICS)

Nova Rota da Seda (China-Europa)

  1. Corredor Económico China-Paquistão
  2. Corredor Económico China-Ásia Central-Ásia Ocidental
  3. Corredor Económico China-Mongólia-Rússia
  4. Corredor Económico Bangladeche-China-Índia-Mianmar
  5. Corredor Económico Almaty-Bisqueque
  6. Corredor Económico Nanning (China)-Singapura
  7. Caminho de ferro Transiberiano (Rússia, Mongólia, China, Coreia do Norte)
  8. Acesso ao
    1. Corredor de Transporte Europa-Cáucaso-Ásia (TRACECA)
    2. Corredor de Transporte Quirguistão-Tajiquistão-Afeganistão-Irão (KTAI -ECO)
    3. Corredor Económico Leste-Oeste (Mianmar-Tailândia-Laos-Vietname)
    4. Corredor de Transporte Trans-Caspiano (Corredor Central)
    5. Corredor Índia-Chabahar (Irão)-Afeganistão
  9. Convenção Aduaneira relativa aos Contentores (CCC, NU)

Conselho de Cooperação Económica do Pacífico (PECC) Índice de integração económica na região da Ásia-Pacífico

  1. Nações Unidas (NU)
    1. Conferência sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD)
    2. Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI)
    3. Centro de Comércio Internacional (INTRACEN)
    4. Comissão para o Direito Comercial Internacional (CNUDCI)
  2. Banco Mundial (BM)
  3. Organização Mundial do Comércio (OMC)
  4. Fundo Monetário Internacional (FMI)
  5. Banco Africano de Desenvolvimento (BAfD)

Caminho de ferro Transiberiano (Rússia, Mongólia, China, Coreia do Norte) Curso

Cooperação África-BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China, África do Sul)

Organização para a Cooperação de Xangai (SCO) Cazaquistão, China, Quirguistão, Federação Russa, Tajiquistão, Uzbequistão



(c) EENI Global Business School (Escola de Negócios, 1995-2021)
Devido à pandemia COVID, a EENI implementou o teletrabalho. Favor entrar em contato somente por e-mail, WhatsApp ou pelo formulário de solicitação de informações.
Não usamos cookies.
Voltar ao topo da página