China-Nova Zelândia Acordo de Comércio Livre

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo Conteúdo programático da subunidade curricular: o Acordo de Comércio Livre (ACL) China-Nova Zelândia.

  1. Introdução ao Acordo de Comércio Livre China-Nova Zelândia
  2. Principais resultados do acordo
  3. O comércio exterior de serviços
  4. O certificado de origem

Créditos

A subunidade curricular «O Acordo de Comércio Livre Nova Zelândia-China» estuda-se:
  1. Mestrados à distancia: Ásia, Países BRICS, Negócios Internacionais
  2. Doutoramento (Doutorado) Negócios na Ásia
  3. Cursos: China, Oceânia

Idioma de estudo: Português + Inglês China New Zealand Espanhol China Francês Chine.

Descrição Descrição da subunidade curricular - O Acordo de Comércio Livre China (ACL) - Nova Zelândia.

Em abril de 2008, o ex-Primeiro-Ministro chinês Wen Jiabao e a Primeira-Ministra Helen Clark da Nova Zelândia foram testemunhas da assinatura do Acordo de Comércio Livre (ACL) entre a China e a Nova Zelândia em Pequim, que entrou em vigor em outubro de 2008.

O Acordo de Comércio Livre (ACL) cobre áreas como o comércio exterior de mercadorias, de serviços e dos investimentos.

O Acordo de Comércio Livre China-Nova Zelândia elimina as tarifas aduaneiras de 96% das exportações atuais da Nova Zelândia para a China.

Estima-se que com o acordo de comércio livre (ACL), a Nova Zelândia poupará em conceito de impostos 115,5 milhões de dólares anuais.

Exemplo da subunidade curricular - O Acordo de Comércio Livre (ACL) China-Nova Zelândia:
Acordo de Comércio Livre China-Nova Zelândia

Acordo de Comércio Livre (ACL) China-Nova Zelândia

国际贸易、全球营销及国际化硕士.



Universidade U-EENI