Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio

EENI Business School & HA University

Início EENI

Conteúdo programático da unidade curricular: o Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio Exterior:

  1. Introdução ao Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio (ICDT) da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)
  2. Os objetivos do Centro Islâmico
  3. O comércio exterior e a promoção dos investimentos
  4. As tendências do comércio exterior dos Estados-membros da Organização para a Cooperação Islâmica
A unidade curricular «O Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior (Doutoramentos, Mestrados, Licenciaturas) à distância da EENI Business School & HA University:
  1. Licenciatura em Comércio Internacional
  2. Mestrados profissionais (EaD): Negócios Internacionais, Comércio Exterior, Países Muçulmanos, África Subsariana
  3. Doutoramentos profissionais à distância: Mercados Islâmicos, África, Ásia

Estudante ensino superior em negócios, EENI Business School & HA University

Materiais de estudo em Ensino superior em Português + Educação superior em Inglês Islamic Trade Center (Educação superior em Espanhol Centro Islamico Comercio Cursos à distância EaD em Francês Centre Islamique Commerce).

Exemplo da unidade curricular: O Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio
Centro Islâmico Comércio Exterior

Descrição da unidade curricular: O Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio.

O Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio internacional (ICDT) é um órgão subsidiário da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI). A sede central é no Marrocos.

Os objetivos do Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio Exterior são:

  1. Encorajar o comércio internacional entre os países da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)
  2. Promover os fluxos de investimentos externos entre os países-membros
  3. Facilitar as negociações comerciais entre os países-membros (Preferências comerciais da OCI)
  4. Ajudar às empresas da região

Os países-membros do Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio (Organização para a Cooperação Islâmica) são o Afeganistão, a Argélia, o Chade, do Egito, a Guiné, a Indonésia, o Irão, a Jordânia, o Kuwait, o Líbano, a Líbia, a Malásia, o Mali, a Mauritânia, o Marrocos, o Níger, o Paquistão, a Palestina, a Arábia Saudita, o Senegal, o Sudão, a Somália, a Tunísia, a Turquia, Iémen, o Barém, o Omã, o Catar, a Síria, os Emirados Árabes Unidos, a Serra Leoa, o Bangladesh, o Gabão, a Gâmbia, a Guiné-Bissau, o Uganda, o Burquina Faso, os Camarões, as Comores, o Iraque, as Maldivas, Jibuti, o Benim, o Brunei Darussalã, a Nigéria, o Azerbaijão, a Albânia, o Quirguistão, o Tajiquistão, o Turquemenistão, Moçambique, o Cazaquistão, o Uzbequistão, o Suriname, o Togo, a Guiana e a Costa do Marfim.

A principal religião dos países-membros do Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio é o Islão.

O Centro Islâmico para o Desenvolvimento do Comércio pertence à Civilização Islâmica e a Civilização Africana.



(c) EENI Business School & HA University (1995-2018)