Câmara de Comércio Islâmica (Doutoramento)

Escola Negócios EENI Business School Universidade

Conteúdo programático da unidade curricular: Câmara de Comércio e Indústria Islâmica (ICCI)

  1. Introdução à Câmara de Comércio e Indústria Islâmica (ICCI)
  2. Os objetivos da Câmara Islâmica
  3. As finanças islâmicas: oportunidades, retos e opções políticas
  4. Os Fundos Waqf
  5. Os mercados Sukuk
  6. Uma avaliação dos custos de comércio exterior nos países da Organização para a Cooperação Islâmica (OCI)

A unidade curricular «A Câmara de Comércio e Indústria Islâmica» estuda-se nos seguintes programas de ensino superior à distância (EAD) da EENI Global Business School (Escola de Negócios):
  1. Curso: Islão, Ética e Negócios
  2. Mestrados: Negócios Internacionais, Comércio Exterior, Países Muçulmanos, África Subsariana, Religiões e Negócios
  3. Doutoramentos: Mercados Islâmicos, Negócios Africanos, Negócios Asiáticos, Comércio Mundial, Ética, Religiões e Negócios

Estudante mestrado em negócios internacionais EAD

Materiais de estudo em Ensino superior à distância em Português + Estudar mestrado comércio exterior em Inglês Islamic Chamber of Commerce (Mestrado negócios comércio EAD em Espanhol Camara Islamica Estudar mestrado negócios internacionais em Francês Chambre Islamique Commerce).

Guiné-Bissau Mestrados e Doutoramentos em Negócios Internacionais adaptados para os estudantes da Guiné-Bissau

Moçambique (Mestrado negócios) Mestrados e Doutoramentos em Negócios Internacionais adaptados para os estudantes de Moçambique

Exemplo da unidade curricular (EAD): a Câmara de Comércio e Indústria Islâmica
Câmara de Comércio Islâmica (Mestrado EAD)





Tweter.png Tweet 
Envie para um amigo:

/ / Envie-nos um WhatsApp / Contactar Skype / Contato por telefone / Print /
Info EENI Voltar

Descrição da unidade curricular (EAD): a Câmara de Comércio e Indústria Islâmica (ICCI).

A Câmara de Comércio e Indústria Islâmica (afiliada a Organização para a Cooperação Islâmica) é formada pelos cinquenta e sete países árabes.

O principal objetivo é encorajar o comércio internacional entre os países-membros (Fundos Waqf privados e financiamento do comércio exterior).

A Câmara de Comércio e Indústria Islâmica também procura fortalecer os princípios éticos nos negócios internacionais e promover os princípios da economia islâmica e da banca islâmica.

  1. Saleh Abdullah Kamel é o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Islâmica
  2. Sede central da Câmara de Comércio e Indústria Islâmica: Paquistão

Os países-membros da Câmara de Comércio e Indústria Islâmica (Organização para a Cooperação Islâmica) são Afeganistão, a Argélia, o Chade, do Egito, a Guiné, a Indonésia, o Irão, a Jordânia, o Kuwait, o Líbano, a Líbia, a Malásia, o Mali, a Mauritânia, o Marrocos, o Níger, o Paquistão, a Palestina, a Arábia Saudita, o Senegal, o Sudão, a Somália, a Tunísia, a Turquia, Iémen, o Barém, o Omã, o Catar, a Síria, os Emirados Árabes Unidos, a Serra Leoa, o Bangladesh, o Gabão, a Gâmbia, a Guiné-Bissau, o Uganda, o Burquina Faso, os Camarões, Comores, o Iraque, as Maldivas, Jibuti, o Benim, o Brunei Darussalã, a Nigéria, o Azerbaijão, a Albânia, o Quirguistão, o Tajiquistão, o Turquemenistão, Moçambique, o Cazaquistão, o Uzbequistão, o Suriname, o Togo, a Guiana, e Costa do Marfim.

A principal religião dos países-membros da Câmara de Comércio e Indústria Islâmica é o Islão.

A Câmara de Comércio e Indústria Islâmica pertence à Civilização Islâmica e à Civilização Africana.

(c) EENI Global Business School (Escola de Negócios, 1995-2020). Não usamos cookies.