Comunidade dos Estados Independentes

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular - A Comunidade dos Estados Independentes (CEI).

  1. Introdução à Comunidade dos Estados Independentes (CEI)
  2. Os países da Comunidade dos Estados Independentes: a Arménia, o Azerbaijão, o Cazaquistão, o Quirguistão, a Moldávia, o Tajiquistão, o Turcomenistão e o Uzbequistão
  3. A União Económica e Aduaneira da CEI
  4. A Área de livre comércio da Comunidade dos Estados Independentes (CISFTA)
  5. O Acordo de Comércio Livre (ACL) com a União Económica Euroasiática e a Moldávia

Os objetivos da unidade curricular «A Comunidade dos Estados Independentes (CEI)» são os seguintes:

  1. Compreender os objetivos e as funções da Comunidade dos Estados Independentes
  2. Conhecer o perfil económico dos países da Comunidade dos Estados Independentes
  3. Avaliar os benefícios para os países-membros da CEI e as áreas da cooperação
  4. Entender a União Económica e Aduaneira e a zona de livre comércio da Comunidade dos Estados Independentes
A unidade curricular «A Comunidade dos Estados Independentes (CEI)» estuda-se:
  1. Mestrados à distância: Países Emergentes, Ásia, Mercados Muçulmanos, Negócios Internacionais, Relações Económicas
  2. Doutoramentos (Doutoramento): Ásia, Países islâmicos, Europa
  3. Pós-Graduação: Europa Oriental

Língua de estudo: Inglês Community of Independent States Espanhol Comunidad Estados Francês CIS.

Créditos da unidade curricular «A Comunidade dos Estados Independentes (CEI)»: 0,4 ECTS

Exemplo da unidade curricular - A Comunidade dos Estados Independentes (CEI):
Comunidade dos Estados Independentes (CEI)

Descrição da unidade curricular - A Comunidade dos Estados Independentes (CEI):

A Comunidade dos Estados Independentes (CEI) é uma organização regional fundada em 1991 de onze repúblicas que pertenciam à antiga União Soviética (Europa):

  1. Arménia
  2. Azerbaijão
  3. Bielorrússia
  4. Cazaquistão
  5. Quirguistão
  6. Moldávia
  7. Rússia
  8. Tajiquistão
  9. Ucrânia
  10. Uzbequistão

 Desde 2005, o Turquemenistão não é membro permanente.

A CEI (Comunidade dos Estados Independentes), foi criada por um tratado assinado em Minsk (Bielorrússia), em dezembro de 1991, pelos Chefes de Estado da Rússia, da Bielorrússia e da Ucrânia. Aos três signatários originais uniram-se a Arménia, o Azerbaijão (o seu parlamento, no entanto, rejeitou a ratificação dos seus membros até 1993), o Cazaquistão, o Quirguistão, a Moldávia, o Tajiquistão, o Turcomenistão e o Uzbequistão.

NOTA: o Turquemenistão e a Ucrânia consideram-se como estados associados já que não ratificaram os protocolos de adesão à Comunidade dos Estados Independentes.

A área de livre comércio da Comunidade dos Estados Independentes criou-se em 1994. Em 2009, um novo acordo criou a CISFTA. Hoje a Arménia, a Bielorrússia, a Moldávia, a Rússia e a Ucrânia são membros de pleno direito da Zona de Livre Comércio da Comunidade dos Estados Independentes (CISFTA)

A Comunidade dos Estados Independentes (CEI).

  1. A área: 22 milhões de quilómetros quadrados
  2. A população da Comunidade dos Estados Independentes (CEI): 282 milhões de pessoas
  3. Vastos recursos minerais e matérias-primas: gás, petróleo, carvão, potássio, manganésio...
  4. Exportação de recursos minerais
  5. Os recursos hídricos (segundos no mundo)

A Comunidade dos Estados Independentes (CEI) pertence ao Espaço Económico da Eurásia Central da Civilização Islâmica e a Civilização Ortodoxa.

Quando a Geórgia se uniu em 1993 todas as ex-repúblicas da URSS, exceto os Estados do Báltico se tinha transformado em membros da Comunidade dos Estados Independentes. A sua sede encontra-se em Minsk.

 O Grupo Majid Al Futtaim (Kuwait) está presente na região.

Universidade U-EENIPaz, Não Terrorismo