Escola de Negócios EENI Business School

Comunidade Económica dos Estados da África Central


Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC) - Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) Angola.

  1. Introdução à Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC / ECCAS)
    1. A história e o contexto da CEEAC.
  2. Os países da Comunidade Económica dos Estados da África Central: Angola, o Burúndi, os Camarões, a República Centro-Africana, o Congo, a República Democrática do Congo, o Gabão, a Guiné Equatorial, o Ruanda, São Tomé e Príncipe e o Chade;
  3. Os âmbitos de intervenção da Comunidade Económica dos Estados da África Central;
  4. A estrutura e a missão da Comunidade;
  5. A União Aduaneira da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC)
    1. O regime de comércio exterior da CEEAC;
    2. A tarifa preferencial, o regime de trânsito e as normas de origem da CEEAC;
    3. A área de livre-comércio da CEEAC.
  6. A CEEAC e a Comunidade Económica e Monetária da África Central (CEMAC);
  7. Os organismos especializados da CEEAC
    1. A Comissão Regional da pesca do Golfo da Guiné;
    2. A Comissão de Florestas da África Central;
    3. O Grupo de Energia da África Central.
  8. Os projetos e programas da CEEAC (*)
    1. A integração dos povos indígenas;
    2. A gestão responsável das áreas protegidas;
    3. O desenvolvimento sustentável para a integração;
    4. Proteja nossa fauna contra a caça furtiva;
    5. A integração através de agricultura;
    6. Gestão Integrada dos Recursos Hídricos;
    7. O comércio ilegal de marfim na região da Comunidade Económica dos Estados da África Central;
    8. O desenvolvimento da economia Verde na África central.

(*) Tema disponível só em francês.

Os objetivos da UC «A Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC)» são os seguintes:

  1. Compreender os objetivos, as funções e os organismos especializados da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC);
  2. Avaliar os benefícios para os países-membros da CEEAC e as áreas de cooperação;
  3. Conhecer os problemas socioeconómicos e de desenvolvimento dos países da região da África Central;
  4. Analisar o processo de integração económica e comercial entre os países-membros da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC);
  5. Analisar o impacto do comércio ilegal de marfim e o desenvolvimento da economia verde na África Central.

Exemplo:
A Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC)
Comunidade Económica dos Estados da África Central CEEAC, Angola, Burúndi, Camarões, República Centro-Africana, Congo...

Curso Mestrado: Negócios na África Ocidental

Estudante Mestrado / Doutoramento em Negócios Internacionais

A UC «A Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC)» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):

Mestrados (MIB): Negócios em África, Relações Económicas, Negócios Internacionais, Comércio Exterior.

Mestrados em Comércio Exterior e Negócios Internacionais - Formação online

Doutoramento (Doutorado DIB): Negócios Africanos, Comércio Mundial.

Doutorados (Doutoramentos) Profissionais em Negócios Internacionais - Formação online

Curso Superior: Negócios na África Central.

Línguas: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramento) em Português, comércio exterior ou Estudar em Inglês online, curso mestrado doutoramento, comércio exterior, negócios internacionais ECCAS Estudar mestrado negócios internacionais e comércio exterior em Francês CEEAC Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol CEEAC.

Créditos «A Comunidade Económica dos Estados da África Central»: 1 ECTS

Angola Estudantes, Doutoramento Mestrado Negócios, Comércio Exterior Mestrados e Doutoramento em Negócios Internacionais adaptados para os estudantes de Angola.

São Tomé e Príncipe, estudar mestrado doutoramento comércio exterior negócios internacionais Mestrados e Doutoramento em Negócios Internacionais adaptados para os estudantes de São Tomé e Príncipe.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Integração regional africana

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento): Acesso preferencial / Acordos comerciais

Exemplo:
Banco Estados da África Central

Nem a união aduaneira nem a área de livre-comércio da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) estão ainda em funcionamento.

A Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC).

A Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) inclui onze países: Angola, o Burúndi, os Camarões, a República Centro-Africana, o Congo, a República Democrática do Congo, o Gabão, a Guiné Equatorial, o Ruanda, São Tomé e Príncipe e o Chade.

A Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) tem como objetivo conseguir uma União Aduaneira e uma Área de livre-comércio.

A Cúpula da Comunidade Económica dos Estados da África Central realizou-se em Brazavile (Congo). A Cúpula CEAAC reafirmou o seu compromisso de promover o desenvolvimento e o crescimento económico através de integração dos mercados dos Estados-membros da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC). Exortou aos Estados-membros a conjugar esforços para alcançar...

  1. A harmonização da tarifa externa comum da Comunidade Económica e Monetária da África Central (CEMAC), com vista a realizar uma união aduaneira;
  2. A eliminação de barreiras técnicas ao comércio não-tarifárias;
  3. A harmonização dos documentos aduaneiros;
  4. A livre circulação de pessoas, particularmente dos operadores económicos;
  5. O desenvolvimento de infraestruturas de apoio, tais como a adoção do plano Diretor de transportes o a criação de uma reserva de energia para a sub-região;
  6. A adoção de um programa de segurança alimentar;
  7. O estabelecimento de uma tarifa aduaneira de 0,4% para o financiamento da integração regional..

As línguas oficiais da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC): o francês e o português.

A população dos países da CEEAC: 145 milhões de habitantes.

A sede da Comunidade Económica e Monetária da África Central (CEEAC): Libreville (Gabão).

A Comunidade Económica dos Estados da África Central foi estabelecida em 1983 pelos membros da UDEAC e os membros da Comunidade Económica dos Estados da região dos Grandes Lagos (Burúndi, Ruanda, Zaire, Congo), assim como São Tomé e Príncipe.

A Comunidade Económica dos Estados da África Central visa promover a cooperação económica regional e a criação de um Mercado Comum Centro-Africano.

A Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) foi designada um dos pilares da Comunidade Económica Africana, mas o contacto formal entre a Comunidade Económica africana e a CEEAC ainda não foi estabelecido devido à inatividade da última desde 1992. Os outros pilares são a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, Mercado Comum da África Oriental e Austral, Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral e a União do Magrebe Árabe.

Tratados e protocolos:
- Tratado que institui a Comunidade Económica dos Estados da África Central
- Protocolo Constitutivo da rede de Parlamentares da CEEAC
- Assistência Mútua pacto entre os Estados-membros da CEEAC
- Protocolo Relativo ao Estabelecimento de um pacto de segurança mútua na África Central.

Em Janeiro de 2003, a União Europeia (UE) concluiu um acordo financeiro com a Comunidade Económica dos Estados da África Central e a Comunidade Económica e Monetária da África Central condicionado à consolidação da paz e a segurança na região.

Alguns países da Comunidade Económica dos Estados da África Central são também membros da Comunidade Económica e Monetária da África Central, que pertencem ao Chade, a República Centro-Africana, o Congo, o Gabão, a Guiné Equatorial e São Tomé e Príncipe.

O Ruanda, que foi membro fundador, abandonou a Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) em 2007.

A Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC) pertence ao Espaço Económico da África Central da Civilização Africana.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Transporte e logística em África

Os corredores transafricanos.

  1. A Rodovia Transafricana Trípoli-Windhoek;
  2. O Corredor Jamena-Jibuti.

Os principais portos da Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC):

  1. O Porto de Luanda;
  2. O Porto de Duala;
  3. O Porto de Pointe-Noire;
  4. O Porto de Libreville;
  5. O Porto de Malabo.

Portal Negócios em África da EENI.

Confiamos em áfrica. Ensino superior a preços acessíveis para os africanos. Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé


(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2022)
Não usamos cookies
Topo da página