Fazendo negócios na Alemanha

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Conteúdo programático da unidade curricular - Comércio exterior e negócios na Alemanha.

  1. Introdução a República Federal da Alemanha (União Europeia)
  2. Os Estados Federados
  3. Principais cidades da Alemanha
  4. Economia da Alemanha
  5. Indústria
  6. Setor serviços
  7. Comércio exterior alemão
  8. Comércio exterior Brasil - Alemanha
  9. Relações bilaterais entre a Alemanha e Portugal
  10. Investimento direto estrangeiro (IDE) na Alemanha
  11. Casos de estudo:
      - Grupo Allianz.
      - Grupo VOLKSWAGEN.
      - Bayer.
      - Henkel
  12. Acesso ao mercado alemão
  13. Plano de negócios para a Alemanha
  14. Acordo União Europeia-MERCOSUL
A unidade curricular "Fazendo negócios na Alemanha" estuda-se:
  1. Mestrados profissionais (EaD): Negócios Internacionais, Europa

Idioma de estudo: Pt ou En International Business Es Comercio Exterior.

Descrição da unidade curricular: Fazendo negócios na Alemanha:

Com um produto interno bruto de 2,423 triliões de euros, a República Federal da Alemanha é a maior economia da Europa, a terceira maior economia do mundo, e a quinta maior quando é considerada a Paridade do Poder de Compra e uma das maiores nações industrializadas.

A República Federal da Alemanha é o segundo país exportador do mundo (o total das importações da Alemanha corresponde ao da França e da Itália juntos) e seu superavit comercial anual é de 160 bilhões de euros.

São de capital alemão companhias como Volkswagen, Daimler, Porsche, Siemens, Continental, BMW, Basf, Bayer, Beiersdorf, DHL, Bosch, Infineon, Deutsche Telekom, ThyssenKrupp, Bertelsmann, Lufthansa, SAP, Adidas e Hugo Boss.

A Alemanha pertence à Civilização cristã ocidental (área Europeia).

Feiras Internacionais

Frankfurt é o centro financeiro da República Federal da Alemanha e a cidade onde localiza-se a maior bolsa de valores da Europa.

O porto mais importante é o Porto de Hamburgo

A indústria é o maior pilar da economia da Alemanha (25% do produto interno bruto, emprego de 8 milhões de pessoas). O setor secundário é o responsável por 30% do produto interno bruto da Alemanha e ocupa 25% da mão-de-obra da República Federal da Alemanha (10 milhões de pessoas).

O setor de serviços é o maior da economia alemã (70% do produto interno bruto PIB).

Com um total de 995 bilhões de euros em produtos exportados (aumento de 2,7%) a Alemanha obteve um superavit em sua balança comercial de 176 bilhões de euros. A República Federal da Alemanha é o maior país exportador do mundo, superando inclusive aos Estados Unidos e a China.

A Alemanha é membro, entre outras, da Câmara de Comércio Internacional, do Banco Inter-Americano de Desenvolvimento, da Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico, do Banco Asiático de Desenvolvimento, do Banco Africano de Desenvolvimento, do Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento e da Organização das Nações Unidas e suas agências especializadas, de entre as quais destaca-se o Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento. Integra a Organização Mundial de comércio (OMC) desde 1 de janeiro de 1995. Ao nível regional este país é membro fundador da União Europeia (UE), do Conselho da Europa e da União da Europa Ocidental.

O alemão é a língua com o maior número de falantes na União Europeia (UE).

As fronteiras: França, Bélgica, Luxemburgo, Países Baixos, Dinamarca, Polónia, a República Checa, a Áustria e a Suíça.

A religião na Alemanha: o cristianismo (Catolicismo - Protestantes).

Exemplo da unidade curricular - Comércio internacional e negócios na Alemanha:
Negócios Alemanha

Alberto Schweitzer:
Albert Schweitzer Não-Violência


O Grupo a Volkswagen, com sede em Wolfsburg, é um dos fabricantes de carros líderes mundiais, e o maior da Europa. Tem uma fatia do mercado global o 2,1%.

A unidade de negócio de carros de passageiros é dividida em dois grupos de marcas. Baixo a liderança do grupo, as marcas Audi e a Volkswagen são as principais geradoras de negócio do grupo nos mercados internacionais. O grupo de marcas Audi, é composto pelas marcas Audi, Seat e Lamborghini, estando posicionadas como marcas desportivas. O grupo de marcas a Volkswagen compõe-se das marcas a Volkswagen, Skoda Auto, Bentley e Bugatti e estão orientadas a um segmente mais clássico. Cada uma de suas marcas mantém uma imagem diferenciada de marca e atua de forma independente no mercado. A gama de marcas cobre desde os carros mais luxuosos aos de sob consumo. O grupo de veículos comerciais centra-se na produção e distribuição deste tipo de veículos.

O grupo tem 44 plantas de produção em onze países europeus e em sete países na América, na Ásia e na África. Tem mais de 320.000 trabalhadores no mundo inteiro que produzem mais de 21.500 carros, vendidos em mais de 150 países.

RISK MANAGEMENT SYSTEM. Como qualquer empresa globalizada, o grupo é exposto a diversos riscos, por isso desenvolveu seu própria atividade de gerenciamento do risco com o objetivo de identificar e minimizar os riscos associados a sua atividade em todo o mundo. Seu "risk management system" é parte integral da gestão do grupo.

ESTRATÉGIA DE e-BUSINESS. Com uma estreita colaboração com seus provedores, o grupo evoluiu desde um marketplace b2b a uma plataforma b2b de provedores. O portal otimiza o fluxo de informação entre o grupo e seus parceiros. O eixo do sistema é o novo "VW Grupo Supply Database", que coordena a todos os provedores do grupo assim como os produtos e os serviços que fornecem ao grupo. O grupo gera um volume de mais 50 triliões de euros através desta iniciativa.

A EENI em alemão: Master in international business.


EENI Escola de Negócios