Transformação económica da África

EENI- Escola Superior de Negócios Internacionais

Curso de educação à distância (EaD): Transformação económica da África. Visão Mineira africana (5 ECTS, Português).

O curso «A transformação económica da África» é composto por cinco unidades curriculares:

Transformação económica da África

  1. A Iniciativa do Crescimento Verde Africano (0,2 ECTS)
  2. A Visão Mineira Africana (AMV) (2 ECTS)
  3. O setor industrial Africano. A política Industrial (1,5 ECTS)
  4. O papel dos investimentos na transformação económica da África (0,3 ECTS)
  5. O setor agrícola africano (1 ECTS)

Língua de estudo: Português + Inglês África Economic ou Francês Afrique Espanhol África Transformacion. O estudante tem livre aceso aos materiais nestas línguas.

Informação EENI Solicitar informação do curso

Confiamos na África

Os objetivos do curso «A Transformação económica da África» são...

  1. Conhecer a «Iniciativa africana de Crescimento Verde» da União Africana (UA), baseada em um modelo económico sustentável e inclusivo para a África
  2. Entender a importância fundamental da «Visão africana da mineração» cujo objetivo é que os enormes recursos mineiros africanos sejam uns dos pilares da transformação económica da África
  3. Analisar o «setor industrial Africano», identificando as suas fortalezas, debilidades, oportunidades e ameaças tanto no mercado global como no regional, bem como a estratégia para a execução do Plano de Ação para o Desenvolvimento Industrial Acelerado da África
  4. Analisar o papel dos investimentos na transformação económica da África

Público-alvo: este curso destina-se a todas aquelas pessoas que desejem compreender a profunda transformação socioeconómica da África.

Universidade U-EENI
Projeto Universidade U-EENI: criação da Universidade U-EENI na África Ocidental

  1. Créditos do curso «Transformação económica da África»: 5 ECTS
  2. Preço total do curso: 195 Euros
  3. Desconto do 20% para os africanos e do 10% para os da diáspora africana
  4. Duração estimada: cinco semanas
  5. Faça o download do programa do curso: «Transformação económica da África» (PDF)
A unidade curricular «A Transformação económica da África» estuda-se:
  1. Doutoramento em Negócios na África (EaD)
  2. Mestrados profissionais à distância: Negócios Internacionais, África Subsariana
  3. Licenciatura: Negócios Interafricanos

Os estudantes que aprovem este curso podem convalidar as unidades curriculares estudadas em algum dos anteriores Mestrado / Doutoramento da EENI (Escola Superior de Negócios Internacionais).

O curso tem os seus exercícios de modo evolutivo, assim ao terminar os exercícios e ao ser aprovados o estudante recebe o Diploma «Transformação económica da África». O estudante que já realizou o curso poderá validá-los e matricular-se no Mestrado / Doutoramento da EENI (Escola Superior de Negócios Internacionais).

Pedro Nonell, estudantes africanos

Modalidade. O curso apresenta-se em formato de educação à distância (EaD).

Área de conhecimento: África.

Exemplo do curso: A transformação económica da África
Estrategia do Banco Africano de Desenvolvimento

A população africana em 2030: 1.600 milhões de pessoas (hoje: 1000 milhões de pessoas).

Programa do curso «Transformação económica da África».

Conteúdo programático da unidade 1- A Iniciativa do  Crescimento Verde Africano:

  1. Introdução à Iniciativa Africana de Crescimento Verde
  2. O crescimento verde na África
  3. O papel dos países africanos no crescimento verde
  4. A necessidade de umas infraestruturas sustentáveis
  5. Uma administração competente e sustentável dos recursos naturais
  6. A elasticidade física, económica e social
  7. O papel do Banco Africano de Desenvolvimento

Conteúdo programático da unidade 2- A Visão mineira africana (AMV):

  1. Introdução à Visão mineira africana (União Africana)
  2. A melhoria dos recursos naturais da África
  3. O comércio exterior dos produtos básicos
  4. A necessidade da visão mineração da África
  5. Os fatores-chave para a realização da Visão mineira africana
  6. A qualidade e o nível de potencial dos recursos
  7. A capacidade para negociar contratos
  8. O desenvolvimento incompleto dos recursos africanos
  9. A redução de projetos mineiros da propriedade Estadual
  10. A melhoria das infraestruturas
  11. Os corredores de transporte na África
  12. O marco para a ação
  13. O Centro de Desenvolvimento dos Minerais africanos (AMDC)
  14. Os minerais e o desenvolvimento da África
  15. O Relatório sobre a mineração na África

Conteúdo programático da unidade 3- O setor industrial Africano. A política industrial na África:

  1. Introdução ao setor industrial africano
  2. As novas oportunidades para a fabricação da África
  3. A marca «Made in África»
  4. A Divisão da Indústria da União Africana (UA)
  5. A política industrial na África
  6. O setor industrial e a transformação estrutural na África
  7. Os marcos das políticas industriais
  8. O papel do setor público e privado
  9. A estratégia para a execução do Plano de ação para o Desenvolvimento Industrial Acelerado da África
  10. Caso de estudo:
    1. Quénia: a política industrial nacional e a Visão 2030
    2. Maurícia: a transformação de um país baseado no monocultivo na uma economia de rendimento médio
    3. A industrialização da Nigéria e da Tunísia
    4. O crescimento económico do Ruanda
    5. A política industrial na África do Sul. A indústria da automóvel sul-africana

Conteúdo programático da unidade 4- O papel dos investimentos na transformação da África:

  1. Os investimentos e a transformação e o desenvolvimento na África
  2. As tendências e os padrões do investimento na África
  3. A composição dos investimentos
  4. A diminuição do investimento público
  5. Os fatores do investimento na África
  6. O acesso ao crédito. O custo do financiamento
  7. Umas poupanças internam baixas
  8. Os riscos e as incertezas
  9. A desigualdade e a demanda agregada
  10. O ambiente político dos investimentos na África

Fundo Africano de Desenvolvimento

Descrição do curso - A transformação económica da África.

  1. 61% da população africana ganha menos de 2 dólares ao dia
  2. A África importa 39.000 milhões de dólares em alimentos cada ano
  3. Número de africanos que vivem sem acesso à eletricidade: 600 milhões de pessoas

A visão do Banco Africano de Desenvolvimento para a Iniciativa de Crescimento Verde Africano é promover o crescimento económico inclusivo investindo em infraestruturas sustentáveis, melhorar o gerenciamento dos recursos naturais e dos desastres naturais bem como a melhoria da segurança alimentaria no Espaço Económico da Civilização Africana.

As debilidades para o crescimento verde africano.

  1. Umas infraestruturas inadequadas: baixo acesso à energia, impostos elevados, urbanização, educação, saúde...
  2. Gerenciamento dos recursos naturais (renováveis e não renováveis), a desflorestação
  3. A mudança climática e os desastres naturais
  4. A segurança alimentaria, o acréscimo dos preços dos alimentos, a baixa produtividade. A produção de alimentos na África em 2050: incremento de 70%.

A participação total da África na produção manufatureira total mundial: 1,5% (a Europa: 25%, a América Latina: 6%, a Ásia-Pacífico: 22%...)

  1. Nos últimos dez anos, a capacidade de produção manufatureira da África duplicou-se
  2. As novas relações económicas com os mercados emergentes (China, Índia, Brasil...)
  3. Nos últimos dez anos, a China foi o maior exportador de bens fabricados para a África
  4. As tendências no setor manufatureiro da África: a produção de mão-de-obra de bens simples. Por exemplo: a AGOA para os produtos têxteis de exportação ao mercado dos Estados Unidos
  5. Altos preços das matérias-primas
  6. O papel estratégico das zonas económicas especiais (empregos, transferência de tecnologia de valor acrescentado)

Exemplos Transformação económica da África

Fundo Monetário Africano

Programa Desenvolvimento Agricultura África

África PYMES

Universidade U-EENICatalunña es España