Escola de Negócios EENI Business School

Infraestruturas em África


Compartilhar por Twitter

Conteúdo programático da unidade curricular (UC) - As infraestruturas em África. O Programa PIDA.

Esta unidade curricular é composta por duas partes:

1- as Infraestruturas em África.

  1. O Programa de Desenvolvimento de infra-estruturas em África;
  2. O Consórcio para as infraestruturas em África;
  3. As tendências nos investimentos nas infraestruturas africanas;
  4. Análises das infraestruturas em África;
  5. As infraestruturas e o crescimento económico em África;
  6. As infraestruturas e a redução da pobreza;
  7. O enquadramento institucional para as infraestruturas;
  8. A urbanização e a distribuição dos serviços;
  9. A integração regional e infraestruturas;
  10. As tecnologias de informação e comunicação (TIC)
    1. O crescimento espetacular das TIC;
    2. A revolução africana do móvel;
    3. As TIC e as integração em África.
  11. Os serviços e as infraestruturas tecnológicas em África;
  12. Lições do Quadro Regulador, Legal e Político;
  13. O ambiente de negócios e financiamento;
  14. As funcionalidades inovadoras em pró do desenvolvimento;
  15. A capacitação dos recursos humanos nas TIC e as capacidades de inovação;
  16. Os sistemas de irrigação;
  17. A energia;
  18. O saneamento;
  19. Os recursos hídricos e fornecimento;
  20. Introdução ao transporte e a logística em África. (*);
  21. Introdução ao transporte marítimo em África (*).

(* Analisado em outra unidade curricular).

2- O Programa de Desenvolvimento de infra-estruturas em África (PIDA).

  1. Introdução ao Programa de Desenvolvimento de infra-estruturas em África (PIDA);
  2. Os setores-chave:
    1. A energia;
    2. O transporte;
    3. As tecnologias de informação e comunicação (TIC);
    4. Recursos hídricos transfronteiriços.
  3. Resultados do PIDA: o desenvolvimento através a integração regional;
  4. Os custos e investimentos do Programa de Desenvolvimento de infraestruturas de África.

Exemplo:
As Infraestruturas em África:
Programa de Desenvolvimento das Infra-estruturas em África PIDA

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Integração regional africana

Estudante Mestrado / Doutoramento em Negócios Internacionais

A UC «As infraestruturas em África. O programa PIDA» é estudada nos seguintes programas de ensino superior online ministrados pela EENI Global Business School (Escola de Negócios):

Cursos: Transporte em África, Integração regional africana.

Formação online (Curso, Mestrado, Doutoramento: Transporte e logística em África

Mestrados (MIB): Transporte em África, Negócios Africanos.

Mestrados em Comércio Exterior e Negócios Internacionais - Formação online

Doutoramento (Doutorado DIB): Negócios Africanos, Logística Global.

Doutorados (Doutoramentos) Profissionais em Negócios Internacionais - Formação online

Línguas: Ensino superior à distância (Cursos, Mestrados, Doutoramento) em Português, comércio exterior ou Estudar em Inglês online, curso mestrado doutoramento, comércio exterior, negócios internacionais Africa Infrastructures Estudar mestrado negócios internacionais e comércio exterior em Francês Infrastructures en Afrique Mestrado negócios internacionais comércio exterior EAD em Espanhol Infraestructuras en África.

  1. Créditos da UC «Infraestruturas em África»: 1 ECTS;
  2. Duração: 1 semana.

Mestrados e Doutoramento em Negócios Internacionais adaptados para os estudantes de Angola estudar Mestrado Doutoramento em Negócios Internacionais, Comércio Exterior Angola, de Cabo Verde estudar Doutoramento Mestrado, Negócios Internacionais, Comércio Exterior Cabo Verde, da Guiné-Bissau, estudar Mestrado, Doutoramento, Negócios Internacionais, Comércio Exterior Guiné-Bissau, de Estudar Moçambique (Mestrados, Doutoramento, negócios internacionais, Comércio Exterior) Moçambique e de São Tomé e Príncipe, estudar mestrado doutoramento comércio exterior negócios internacionais São Tomé e Príncipe.

Exemplo:
Corredor Africano Multimodal do Norte: o Uganda, o Ruanda e o Burúndi com o porto marítimo de Mombasa, no Quénia. Curso transporte rodoviário

O Programa para o Desenvolvimento de infraestruturas em África.

  1. As infraestruturas foram um importante motor do forte crescimento económico de África nos últimos anos;
  2. Se a África tivesse melhores infraestruturas o seu crescimento e o seu desenvolvimento seriam ainda maiores;
  3. O setor de transporte de África requer 18 mil milhões de dólares em investimentos anuais (quase a metade do custo das operações e de manutenção);
  4. Os maiores países que financiam as infraestruturas em África são a China (13,4 milhões de dólares), o Brasil, a Índia e a Coreia do Sul;
  5. Os países mais atraentes para o investimento em infraestruturas são a África do Sul, o Quénia, o Gana, Moçambique, a Tanzânia, o Botsuana, o Uganda, Angola, a Namíbia e a Zâmbia;
  6. O setor privado africano liderou a expansão das tecnologias de informação e comunicação nos últimos anos. A República Federal da Nigéria, produtora de petróleo, tem aumentado o seu predomínio e representou mais do 50% do investimento estrangeiro direto (IED) total nos países ricos em recursos;
  7. O aporte da África do Sul no total dos países costeiros de escassos recursos tem vindo a diminuir;
  8. A África tem a mais baixa taxa de penetração da Internet a nível global;
  9. Na África Subsariana, a taxa de penetração e menor do 7% para utilizadores da Internet e abaixo do 1% para a banda larga. Na América Latina e Caraíbas, no Sudeste Asiático e nos países do Pacífico, os dados estão à volta do 20% para utilizadores da Internet;
  10. Os países do norte de África estão melhor que os países subsaarianos, com uma taxa de 40,4%;
  11. A África Subsariana (Espaço Económico Africano) tem os preços da Internet mais altos do mundo.

Área de livre-comércio Continental Africana - População africana.

Transporte ferroviário em África.

Corredores africanos de transporte.

  1. Corredor de Lobito;
  2. Corredor do Norte;
  3. Argel-Lagos;
  4. Cairo-Dakar.

Portal Negócios em África da EENI.

Confiamos em áfrica. Ensino superior a preços acessíveis para os africanos. Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé

Exemplo:
Infraestruturas em África (curso mestrado doutoramento)

Exemplo:
África Telecomunicações


(c) Escola de Negócios EENI Global Business School (1995-2022)
Não usamos cookies
Topo da página